Cirurgia de Hemorroida – Quais as Alternativas?

Cirurgia de hemorroida é um processo cirúrgico de remoção das hemorroidas. A cirurgia é recomendada somente naqueles casos onde a hemorroida não apresenta melhoras através de tratamentos convencionais.

As hemorroidas podem ser prevenidas com uma dieta rica em fibras, água potável e uso de laxantes. Existem dois tipos de hemorroidas: internas e externas. Hemorroidas externas desenvolvem coágulos dolorosos. Em casos graves, hemorroidas externas podem exigir a remoção através de cirurgia. Durante o procedimento, os pacientes recebem anestesia geral na espinha para que não sintam dor.

cirurgia de hemorroida

Hemorroidectomia – Cirurgia de Hemorroida

A hemorroidectomia é o nome da cirurgia que remove as hemorroidas internas ou externas em estado grave. Hemorroidectomia é o tratamento mais eficaz para hemorroidas, mas também é aquele associada a maior taxa de complicações.

A hemorroidectomia é realizada quando existem os seguintes sintomas:

  • Sintomático de hemorroidas de grau III, IV ou misto de hemorroidas internas e externas
  • Hemorroidas internas sofrendo estrangulamento
  • Hemorroidas externas trombosadas

Tipos de hemorroidectomia e procedimentos realizados durante a cirurgia:

  • Hemorroidectomia fechada
  • Hemorroidectomia aberta
  • Hemorroidectomia grampeada
  • Ligadura elástica hemorroidária
  • Esfincterotomia interna lateral

Hemorroidectomia Fechada

Hemorroidectomia fechada é o procedimento cirúrgico mais comumente usado para tratar das hemorroidas internas.

Consiste da excisão de feixes hemorroidários usando um instrumento afiado, como um bisturi, tesoura, eletrocautério ou mesmo laser, seguido pelo fechamento completo da ferida com sutura absorvível. Normalmente, todas as três colunas hemorroidárias são tratadas ao mesmo tempo.

Os cuidados pós-operatórios incluem banhos de assento frequentes, analgésicos leves e evitar a constipação. A hemorroidectomia fechad é quase sempre bem sucedida, com uma alta taxa de sucesso.

Complicações potenciais incluem dor, hemorragia, infecção do trato urinário, retenção urinária; e muito raramente infecção, incontinência fecal e estenose anal. Embora esta técnica apresente o pós-operatório mais desconfortavél e doloroso, ela trás os melhores resultados a longo prazo com as menores taxas de recorrência. Novos métodos estão sendo planejados para diminuir a dor associada com a cirurgia de hemorroida fechada e permitir uma melhor experiência ao paciente.

Hemorroidectomia Aberta

Em uma hemorroidectomia aberta, tecidos hemorroidários são excisados da mesma maneira como em um procedimento fechado, mas aqui a incisão é deixada aberta. Os cirurgiões podem optar por hemorroidectomia aberta quando a localização ou a quantidade do tecido dificulta fechar ferimentos ou existe a probabilidade de infecção pós-operatória elevada. Muitas vezes, uma combinação da técnica aberta e fechada é utilizada. Complicações após hemorroidectomia aberta são semelhantes às que ocorrem após a hemorroidectomia fechada.

Hemorroidectomia Grampeada

Hemorroidectomia grampeada é a mais nova adição ao arsenal de procedimentos cirúrgicos para hemorroida interna.

Hemorroidectomia grampeada é usada principalmente em pacientes com hemorroidas de grau III e IV e aqueles que falham em tratamentos prévios e minimamente invasivos. Durante a hemorroidectomia grampeada, um dispositivo de grampeamento circular é usado para excisar um anel circunferencial ao redor do tecido em excesso, assim, levantando de volta à sua posição normal dentro do canal anal.

O grampeamento interrompe o fornecimento de sangue da hemorroida. Estudos têm sugerido que a hemorroidectomia grampeada resulta em uma dor pós-operatória menor e a recuperação dessa cirurgia de hemorroida é a mais curta em comparação com cirurgias mais convencionais, mas apresenta uma maior taxa de recorrência. A frequência de complicações é semelhante à que segue os outros tratamentos de hemorroidectomia.

Ligadura Elástica Hemorroidária

Um elástico é colocado ao redor da base da hemorroida, dentro do reto. O elástico corta a circulação e a hemorroida murcha dentro de alguns dias.

Esfincterotomia Interna Lateral

Esfincterotomia interna lateral ou a abertura do músculo do esfíncter anal interno às vezes é executado durante a hemorroidectomia em pacientes com altas pressões no esfíncter. Isso é feito na intenção de reduzir a dor pós-operatória. Entretanto, não é usado na maioria dos casos de cirurgia de hemorroida.